domingo, 30 de dezembro de 2012

ESQUEMA DE CRIAÇÃO CURIÓ DO NORTE

ESQUEMA DE CRIAÇÃO CURIÓ DO NORTE

            Olá amigos passarinheiros, é um prazer poder falar com vocês e trocar experiências sobre este assunto que tantas dúvidas gera, principalmente naqueles que estão se iniciando na criação do curió ou de qualquer passeriforme.
            Assim como todo iniciante, quando iniciamos com a criação de curiós vivíamos buscando a melhor maneira de garantir saúde e qualidade de vida aos nossos pássaros, inclusive para que assim pudéssemos ter bons resultados nos torneios, que na época participávamos na fibra de curió. Depois de muito pesquisar e conversar com muitos criadores chegamos à conclusão de que cada um tem sua receita de sucesso, sendo impossível determinar algo que com precisão milimétrica pudesse atender a todos, assim decidimos que com as informações colhidas e as observações da nossa maneira de criar, iríamos montar um esquema de alimentação, suplementação e prevenção de doenças que se adequasse a nossas necessidades e que ao mesmo tempo fosse simples para facilitar o manejo. É disso que vamos tratar nesse artigo.
            Vale lembrar que depois de passar pelos torneios de fibra, depois canto livre, encartamento de filhotes no canto praia clássico, esta temporada 2009/2010 decidimos nos dedicar com afinco na reprodução, e já nesse primeiro ano com 8 fêmeas até dezembro e mais 4 a partir daí, conseguimos nossa meta de 50 filhotes vivos, sendo importante lembrar que tivemos apenas 2 óbitos por doença, os demais que ocorreram foram por acidentes com as fêmeas (todas filhotas de primeira cria), e intoxicados por pó de cimento devido a uma obra que resolvemos fazer no meio da temporada. Ficando aí o alerta a todos: Obra em casa de passarinheiro somente fora da temporada de cria!!!!
            Alguns amigos leitores que nos acompanham há algum tempo pela internet sabem que  nós havíamos optado por usar a ração extrusada como principal alimento dos nossos pássaros, praticamente extinguindo as sementes que eram servidas como guloseimas em comedouro tipo unha esporadicamente,  isso levou nossos curiós a aprender a comer todo tipo de sementes que fornecíamos esporadicamente, mesmo aquelas que antes eles não gostavam, e isso foi muito bom. Porém notamos que isso se deu porque eles ficavam “loucos” para comer alguma semente, pensando nisso começamos a nos indagar se os pássaros não seriam mais felizes se comessem sementes, e então passamos a fornecer as mesmas novamente, apesar de não aparentarem nenhum tipo de apatia.
            Nesse momento resolvemos reintroduzir as sementes na alimentação dos nossos curiós, optando por uma mistura com 70% de sementes (alpiste, todos os painços, senha, quinua, cânhamo e perila) e os outros 30% completamos com extrusada da megazoo e da alcon.
            Realmente notamos que a saúde continuou a mesma, porém notamos mais felicidade em nossos pássaros, por isso indicamos aos amigos que forneçam extrusadas aos seus pássaros, pois é inegável sua qualidade nutricional, mas não abram mão de uma mistura de sementes balanceada, pois com certeza terão pássaros mais alegres.
            Sendo assim, nosso esquema de alimentação, suplementação e prevenção ficou da seguinte forma:

MUDA DE PENAS  (3 meses, abril, maio e junho)

Mistura de sementes e extrusadas todo dia;
Mineral todo dia;
Farinhada de segunda a sexta;
Vitagold todo sábado;
Hemolitan Pet 7 dias seguidos no início da muda (após a primeira grande derrubada de penas), descanso de 7 dias, 7 dias de vitagold e hidrovit intercalados, 7 dias de descanso, 7 dias de vitagold e hidrovit intercalados, 7 dias de descanso e mais 7 dias de hemolitan pet;
Trocar bebedouros aos sábados;
Trocar fundo todos os dias;
Banho todo dia;
Trocar toda a comida no sábado;
Limpar as prateleiras no sábado;


MANUTENÇÃO (2 meses, julho, agosto)

Julho:
Vermifugação com ivermectina e mebendazol no primeiro dia mais dois dias só com mebendazol, repetir após 15 dias;
Preventivo de Coccidiose, usamos o coccinon da angercal;
Mistura de sementes e extrusadas todo dia;
Mineral todo dia;
Farinhada de terça e quinta;
Vitagold  sábado;
Trocar bebedouros aos sábados;
Trocar fundo todos os dias;
Banho todo dia;
Trocar toda a comida no sábado;
Limpar as prateleiras no sábado;

Agosto:
Mistura de sementes e extrusadas todo dia;
Mineral todo dia;
Farinhada de terça e quinta;
Vitagold  sábado;
Trocar bebedouros aos sábados;
Trocar fundo todos os dias;
Banho todo dia;
Trocar toda a comida no sábado;
Limpar as prateleiras no sábado;



PREPARAÇÃO ( 1 mês, setembro)

Vitamina E na farinhada o mês todo;
Deixar os machos em gaiolões voando e se exercitando;
Mistura de sementes e extrusadas todo dia;
Mineral todo dia;
Farinhada de segunda a sexta;
Vitagold  sábado;
Trocar bebedouros aos sábados;
Trocar fundo todos os dias;
Banho todo dia;
Trocar toda a comida no sábado;
Limpar as prateleiras no sábado;




CRIAÇÃO (6 meses, outubro, novembro, dezembro, janeiro, fevereiro e março)

Mistura de sementes e extrusadas todo dia;
Mineral todo dia;
A partir do dia em que a fêmea dá sinais que vai pedir gala, fornecer pepino, farinhada e vitagold todos os dias até botar o último ovo;
Suspender farinhada e qualquer vitamina enquanto a fêmea estiver chocando para evitar diarréia do ninho ou qualquer intoxicação da fêmea, pois a mesma passa muito tempo sem evacuar nesse período;
Nos primeiros 7 dias de vida dos filhotes colocar 1 gota de própolis e 100mg de terramicina num bebedouro de 50 ml;
Farinhada todo dia enquanto está com filhotes;
Vitagold  aos sábados;
Trocar bebedouros aos sábados;
Trocar fundo todos os dias;
Banho todo dia, exceto para as fêmeas com filhotes menores de 20 dias;
Trocar toda a comida no sábado;
Limpar as prateleiras no sábado;

            Não temos a pretensão que todos sigam esse esquema nem tão pouco de que este seja melhor que outros, mas esperamos que este artigo sirva de orientação para que principalmente os que estão iniciando, no sentido de desenvolverem seu sistema de criação. Respeitando as diferenças e peculiaridades de cada criação, podemos dizer que estamos satisfeitos com o esquema que desenvolvemos afinal nunca tivemos mortes em pássaros já adaptados ao nosso sistema, todos nossos galadores e matrizes mostraram ótima fertilidade e a mortandade de filhotes por doença foi baixíssima ao nosso ver.
             Dessa forma me despido dos amigos, desejando uma nova temporada cheia de filhotes a todos.



                                                           Juliano Guerra – Criatório Curió do Norte


Fonte: www.curiodonorte.com.br


Vídeo: Curió na natureza.

video